Como eu xou munitinha!!!

Olha a Aninha Nóbrega aí gente!

Olá amigos! Minha amiga Dálgima fez essa foto minha e eu achei tão lindo! Justo hoje que passei o dia com aproxidamente 600 crianças!
Obrigada amiga!
Anúncios

Rejeitados em Recife e Amados em Campinas!

Ai Deus, esse título vai dar o que falar!

Bem gente! Depois dos dias lindos que vivi em São Luiz, mal cheguei em casa e já fui para Recife, mais especificamente, tentar o visto americano no consulado americano. Sinceramente, estava muito tranquila em relação ao visto. Quem me conhece sabe que eu pareço até meio “relaxada”, mas não é verdade. Em toda minha vida vi a ação poderosa de Deus, abrindo portas as quais eu jamais poderia abrir com todo meu esforço e preocupação. Então, descanso mesmo Nele!

E lá estávamos nós em Recife para esta missão. Quando chegamos na Embaixada, estávamos bem reverentes. Como lá dentro é território americano, toda uma “postura” é exigida. Aí o nervosismo foi tomando conta, porque víamos muita gente saindo de lá sem nenhuma expressão no rosto; nenhum sinal de que haviam conseguido o visto ou não. Era minha primeira tentativa! O Junior (assessor do DT), que já conhece todos os consulados dos EUA no Brasil, ficou feliz com a recepção dos nordestinos e nós até ficamos mais esperançosos.

O primeiro a ser chamado para a entrevista foi o Jarley Brandão (guitarrista e arranjador do DT). Saiu da cabine com um NÃO! “VOCÊ NÃO ESTÁ APTO PARA IR AOS EUA! Aí a gente gelou! E quando chamaram meu nome, respirei fundo, fui confiante. O representante dos EUA fez um monte de perguntas, todo simpático e quando eu achei que ele me daria o visto, quanta decepção: Me entregou aquele bendito papel que dá pra todos os “rejeitados!” rsrsr E aí, foi um atrás do outro: NÃO! NÃO  e NÃO! Ficamos tristes pela Amanda Cariús: a irmã dela mora nos EUA e é casada com um americano. A saudade que uma tem da outra faz com que esse pedido negado seja mais doído ainda. Só quem conseguiu o visto (renovação), foi o nosso querido Junior, que fez de tudo pra nos alegrar no restante do dia. Pagou Ovomaltine do Bobs pra gente, e nos levou ao Shopping para brincarmos no parquinho. Valeu! rsrsrs

Mas falando sério! A gente fica triste quando é negado, rejeitado. No entanto, fiquei revoltada com esta exploração em nossa nação. Os EUA tem quatro Embaixadas no Brasil, e todas estão permanentemente lotadas de brasileiros solicitando visto; tomamos conhecimento de que não havia mais vaga para entrevista até o ano que vem e cada entrevista, só pra eles te dizerem “NÃO”, custa no mínimo US$140,00: em reais, R$ 250,00 – o mais barato! Saí de lá com mágoa daquela nação, mas hoje estou melhor! Ah se eles soubessem o bem que levaríamos; Ah se eles entendessem o propósito da nossa ida… O fato é que o Senhor nunca nos rejeita, como disse nosso querido Sergio Gomes. O fato é que nada poderá impedir Seus planos.

De volta a Minas, preparei-me para ir a Campinas, pela primeira vez. Eu e Dvaldo ficamos hospedados na casa de uma aluna do CTM, minha xará: Paula! Que linda é a sua família, tão acolhedora! Chegamos de madrugada e eles ainda estavam nos esperando. Como havia viajado muito e enfrentado climas diferentes, estava muito doente. Nesta hora dá um desespero, pois entendemos o quanto a Igreja investe e não queremos decepcionar. Graças a Deus, me deram tempo para repousar, tomar os remédios e esperar a febre e tosse amenizar! Fomos convidados para ter um tempo com o ministério de louvor (meu marido também deu oficina desta vez e eu fiquei lá assistindo toda apaixonada!), e no domingo preguei a Palavra manhã e noite. O tema que me deram foi “Voltando para a Cruz” e como eu morri pra mim mesma, mais uma vez! Quando me lembro de tudo que fiz, me emociono porque do jeito que eu estava, tão debilitada, sem o Senhor não teria conseguido! Louvado seja Deus pelo cumprimento de mais esse compromisso, e por ter sido tão bem recebida pela família Lisboa, bem como, por toda Igreja do Evangelho Quadrangular do Pq. Universitário. Um grande abraço ao Pr. Roberto (eu disse que a voz dele parecia com a o Roberto Carlos e acho que ele não gostou! rsrsrs), e à Pra. Edna, sua esposa! Nos sentimos tão amados!

Cantamos canções do CD que menos vendeu na história do DT: “Ainda existe uma cruz!” Foi lindo ver toda igreja chorando, clamando pela vida de Deus com tanta intensidade. É meu chamado: Falar da cruz de Jesus e convidarmos a muitos a não saírmos dos Seus pés!

Com Ele sofreremos, mas com Ele reinaremos!

Valeu! Bjs da Nóris!

Maranhão: Vida fluindo da terra seca!

Olá amigos!

Nos dias 17 a 19 de setembro estivemos em São Luiz do Maranhão. Como todas as viagens que fazemos: inesquecível, e sempre diferente de todas as outras.

Eu e Dvaldo em frente ao palácio do Governo, São Luiz-MA

O tema escolhido para o Congresso foi RENÚNCIA, o que bem podemos aprender todos os dias seguindo a Jesus. Nesse discurso de “boa vida” e “venha a nós” que permeia boa parte das igrejas evangélicas brasileiras, é muito bom saber que em lugares que parecem tão secos e tão impotentes, o Senhor tem feito uma grande obra.

A missão DALAÍAS (responsável por todo Congresso), nos convidou para participarmos, bem como a outros ministérios, mas unanimimente declaramos que nós fomos quem mais aprendemos nestes dias. Esta missão convidou preletores para compartilharem projetos de evangelização que estão dando certo em diversos lugares do Brasil, para “copiarem” o modelo  e abençoarem os estados do Maranhão e Piauí. Ouvimos testemunhos do trabalho realizado na CRACOLÂNDIA (uma zona do centro de São Paulo onde se reunem muitos usuário de crack), que pela fé já tem sido chamada de CRISTOLÂNDIA. Pastores estão dedicando-se com todo amor para alcançarem aquelas vidas e uma forma integral. Que grande honra foi conhecer o Pr. Humberto Machado e sua filha, Joana! Ouvimos também do que Deus está fazendo através da MEAP – Missão Evangélica de Assistência aos Pescadores, do Piauí. Como é difícil chegar nas regiões ribeirinhas, onde pessoas vivem em condições desumanas, as quais muitas vezes nunca ouviram falar de Jesus. Que lindo ver a Igreja de Cristo, o sal da terra no meio da “SOPA”! Aleluia! Também fomos apresentados de maneira inusitada á um pastor brasileiro que mora na Itália, pai de uma amiga (Samara) que conhecemos em Fortaleza, mas que tambem já voltou para a Itália. O reconhecemos pela semelhança com sua filha! Os filhos parecem com o Pai! Foi muito bom conversarmos e sabermos notícias dela e saber que a frieza do povo europeu está dando lugar ao calor do Espírito Santo de Deus.

Eu, Dê com os amigos que cuidaram da gente: Adaíle e Rairisson

Choramos muito e louvamos ao Senhor por cada projeto e por estes homens e mulheres corajosos que estão se levantando no Brasil e nas nações; passar um final de semana com gente assim nos dá um ânimo e nos constrange. Não posso deixar de elogiar o trabalho da Missão Dalaías (MD) que já alcançou grande parte dos municípios maranhenses, fazendo impactos evangelísticos e implantando igrejas. Contra toda a burocracia que as vezes impede a Igreja de avançar no propósito para o quel foi chamada, igrejas do Maranhão unem forças e recursos, planejam estes evangelismos no interior do estado e levam toda a estrutura necessária para a implantação de uma congregação: cadeiras, caixas de som, microfones, instrumentos, obreiros sustentados com até dois salários mínimos e muito mais. É lindo ouvir do Presidente da MD, Pr. Manoel, que todos os obreiros estão cheios de alegria e que as congregações estão a todo vapor, crescendo para a glória de Deus. É essa UNIDADE que faz o trabalho crescer, prosperar. Como foi bom conversar com este homem precioso e com sua esposa, e perceber a paixão que queima em seus corações por MISSÕES.

Em um dos momentos de folga, caminhando pela praia, eu e Dvaldo sonhávamos em realizar um projeto como este no Ceará. As idéias estão fluindo e os sonhos sendo gerados em oração. o Senhos não nos levou naquele lugar em vão! Toda a graça que Ele tem nos dado diante da nação, através do Diante do Trono, servirá um dia pra que uma palavra profética liberada à mim se cumpra: que eu serei uma DIPLOMATA: Uma representante da minha terra em outras terras, para com habilidade buscar parcerias e recursos, investindo-os para que o Reino de Deus cresça.

Obrigada Senhor por estes dias de crescimento em São Luiz do Maranhão.

Eu e Dvaldo, perto da estátua de Daniel De La Touche, o cristão que descobriu MA e ali fez um culto ao Senhor!

Uma inspiração pra mim!

Olá amigos!

Quanto tempo einh?! Como sempre, temos corrido com as muitas atividades no CTM; agora, estamos nos preparando para a gravação do terceiro álbum da escola. É muita emoção pra mim lembrar-me de todo o processo do “Não Haverá Limites”, quando ainda era aluna e hoje, do outro lado, tenho tido todo o carinho em cada passo, pois VIDAS estão envolvidas neste projeto. Vidas que vão gravar, vidas que irão ficar de fora da gravação, vidas que serão confrontadas e muitas outras que serão alcançadas. Quando tivermos tudo definido, divulgaremos para vocês! Orem por nós!

Muita coisa boa aconteceu nestes últimos dias: muitas aflições, mas muitas vitórias. Ainda preciso esperar antes de compartilhar aqui no Blog… Tempo de exercitar a paciência!

Segundo o tema que escolhi para este post, louvo ao Senhor pelo ministério de Brooke Fraser. Quem me acompanha no Twitter pôde perceber a minha admiração por ela; se Deus quiser, um dia quero abraçá-la!!! A Brooke tem uma voz maravilhosa, mas o que mais me chama a atenção quando pesquiso sobre ela, é o feliz casamento entre a realidade e sua arte. Pra mim, não vale a pena cantar só por cantar. Nossa arte tem o dever de fazer o público refletir sobre as questões que nos cercam, sobre a iniquidade, que tanta entristece o nosso Deus.

O Diante do Trono é um ministério comprometido com o investimento em missões, dentre muitas outras iniciativas como o CTMDT, do qual eu sou um fruto. Também conhecemos o amor de Fernanda Brum pela Igreja Perseguida. Enfim, sei que no Brasil muitos ministros de louvor e pastores sabem usar a “graça” que Deus lhes deu diante dos homens para defenderem os “esquecidos” pela grande maioria.

Por isso, diante de tantas decisões que tive que tomar, busquei do Senhor o que Ele quer de mim, qual a “bandeira” que será atrelada a minha arte. Não tenho ainda todas as respostas, mas estou buscando. Quando me lembro de cada personagem bíblico, percebo que o Senhor deu à eles uma causa, um grito, uma bandeira. Nem preciso dizer que Jesus Cristo deve ser sempre a razão da nossa arte; no final, o que quero dizer é que cada um de nós temos um ministério específico. Cabe a nós compreendê-lo e exercê-lo!

Há uma canção da Brooke que está queimando em mim, principalmente quando ela diz: “Agora que eu vi, SOU RESPONSÁVEL. A fé sem obras é morta!” E por onde ela vai, conta a história de Albertine, uma garotinha magrinha, de Ruanda no continente Africano, que escapou de um genocídio. O que ela quer é chamar a atenção de todo o mundo para o desespero que muitas famílias africanas enfrentam. Quando Deus fez queimar no coração de Paulo que a mensagem do Evangelho deveria ser levada aos gentios, ele teve que ir PORQUE NÃO ERA MAIS IGNORANTE.

O que Deus tem lhe feito enxergar? Se você já viu, não é mais ignorante. Tornou-se responsável por levar transformação à essa pessoa, à esse lugar. Mãos a obra!

Espírito Santo!

Olá amigos!

Voltei para compartilhar mais momentos inesquecíveis com vocês, queridos leitores!

Antes de irmos (eu e meu esposo), para Campos-RJ, o Senhor nos deu a linda oportunidade de irmos ao estado do Espírito Santo, mais especificamente, Cachoeiro de Itapemirim. Assim que chegamos fomos recepcionados por um casal que nos conquistou: Sra. Lucia e seu esposo Zé Geraldo. Senti um cuidado tão lindo do Senhor, pois como o convite era de uma igreja metodista, fiquei preocupada em “ferir” os irmãos de alguma forma por não conhecer o estilo da denominação. Foi minha primeira vez em uma igreja metodista. Como fomos almoçar com eles e ainda pegamos estrada até Cachoeiro, deu pra conhecer o coração deles e da igreja: um povo que ama ao Senhor e zela pela Sua Palavra. Foi impressionante a conexão que tivemos com eles; um casal já de meia idade mas que me lembrou muito a igreja Bereiana, a qual é elogiada por Paulo por examinar as Escrituras. Os assuntos que amamos, os que repudiamos eram exatamente os deles: foi amor a primeira vista! Graças a Deus!

Eles também nos falaram sobre as necessidades da cidade. É tão bom conversarmos com alguém que conhece bem sua terra, pois isto nos ajuda a interceder pelas carências do povo, repreendendo a ação do inimigo sobre aquele lugar.

Depois de descansarmos da viagem, o Tiago (o jovem que fez o contato conosco) nos entregou uma linda cesta de café, preparada por outros irmãos! Era tanta comida! O Corpo de Cristo nos constrange. Já na igreja para a primeira ministração, fomos apresentados ao Pr. Orlando, o qual foi tão atencioso conosco e também a Banda Giom, uma turma que impactou nossa vida por sua unção e simplicidade. Pra completar, o pai desses quatro irmãos é do Ceará; a veia humorística é muito forte em cada um. Fiquei emocionada em ver uma família unida que segue Brasil a fora, cantando os louvores de Deus. Pedi ao Dê para comprar um CD deles de taaaanto que eu amei aquele ministério. Estou sendo tremendamente edificada através das canções. Vale a pena você conhecer, se é que ainda não conhece.

O tema do Congresso era UNIDOS PELO AVIVAMENTO NO BRASIL. Enquanto eu estudava para ministrar a Palavra, pude ser confrontada com a vida de alguns avivalistas, como John Wesley – fundador da igreja metodista. Ele era um homem devotado, cheio de métodos (por isso, o nome metodista) e um dia, ao se encontrar com os morávios (outro povo que Deus estava avivando), achou-se tão indigno. John desejou ser como eles: cheio do Espírito Santo! São tantos testemunhos!

O Senhor fez maravilhas naquele lugar e mais uma vez só pudemos, como família,  agradecer ao Pai por derramar sobre nós tanta graça e bondade. Ver pessoas dedicando suas vidas a Deus é gratificante e vale qualquer esforço!

Terminando o congresso, mais um presente: a Sandra e o Marcelo, um casal com uma história de vida impressionante mas que não posso compartilhar aqui, nos apresentou o lindo litoral capixaba, até chegarmos no aeroporto. Enquanto Marcelo dirigia e nos contava como Deus o encontrou e mudou sua vida, eu chorava e contemplava aquele mar maravilhoso (lembrando do meu Ceará). Não sei se verei esses irmãos novamente, mas as marcas certamente ficarão pra sempre.

Que Deus abençoe o Estado do Espírito Santo e que Cachoeiro de Itapemirim seja conhecida, não como a cidade de Roberto Carlos somente, mas sim, porque o Senhor está lá! Aleluia!

Campos dos Goytacazes!

Olá amigos!

Falei que voltaria com notícias do Congresso no Espírito Santo, mas ainda estou esperando as fotos do evento para adicionar ao post. Enquanto elas não chegam, já me antecipo em registrar os momentos maravilhosos que vivi em Campos, neste último final de semana.

Por causa dos testes no CTM, estive muito ocupada e não consegui me preparar suficientemente (pelo menos como eu gostaria) para o KADOSHI 2010, congresso realizado pela juventude da Igreja Batista Cidade da Luz em Campos. Meu marido sempre me lembra a responsabilidade que é ir à algum lugar, e de como a Igreja alimenta uma expectativa a nosso respeito. E é verdade! É um compromisso sério!

Desta vez, meu maridão não foi comigo pois foi convidado para tocar e ajudar outra equipe do CTM, em Uberlândia. Apesar de estarmos longe um do outro, me alegro em ver minha família multiplicada servindo a Igreja de Cristo. Aleluia! Saímos do CTM na sexta a tarde e só chegamos em Campos, ás 04:00 do dia seguinte e foi lindo ver alguns jovens aguardando nossa chegada mesmo na madrugada. Descansamos um pouco e logo nos preparamos para as ministrações das oficinas de Liderança de louvor, Coraçao do Artista e Prática em Conjunto. O cansaço não nos parou! Aleluia!

 

A noite, Deus preparou um lindo momento para O adorarmos em compartilharmos Sua palavra; o tema do encontro era: Romper Limites e Impactar minha geração. A música escolhida como tema do Congresso foi Não Haverá Limites, o que nos deixou muito emocionados. Quando o culto terminou, ninguém queria ir embora! Continuamos então a cantar os louvores e profetizarmos sobre as centenas de jovens que estavam naquele lugar.

No domingo pela manhã, quanta emoção! Como a igreja era Batista, me emocionei muito ao me lembrar da igreja aonde me converti, batizei e cresci. Toda aquela liturgia me fez voltar ao passado e recordar pessoas, hinos, corinhos tão marcantes em minha vida. Não posso me esquecer da conversa que tive com o pastor Fernando, o qual compartilhou comigo tantas lutas que já havia enfrentado a frente daquela igreja. Ele me disse que quando a assumiu, sentiu o desejo de comprar um bateria para “alegrar” os momentos de louvor e por acreditar que devemos louvar ao Senhor com toda sorte de instrumentos musicais. Diante daquela decisão, ele se viu em uma situação muito difícil: escolher a bateria ou a permanência de 28 irmãos na igreja. É claro que pessoas são mais importantes, mas quando ele percebeu a motivação daqueles irmãos, chegando ao ponto de declararem que o pastor não conseguiria fazer nada sem o dízimo deles, estava claro que a religiosidade, o farisaísmo estava cegando o grupo. Foi lindo escutar as palavras daquele homem tão simples, ver como ele está conseguindo romper limites! Algo que me emocionou foi ouví-lo dizer que mesmo com 28 anos de ministério, ainda não sabia pregar. É claro que ele sabe! O que está por trás dessa declaração é a sua dependência em Deus. Eu não conseguia parar de chorar diante de um homem, de um pastor tão simples!

Na última noite, depois de muita alegria e liberdade no momento de louvor, depois de meditarmos sobre Jesus-O modelo a seguir para impactar minha geração, muuuuitas lágrimas regaram nossos rostos. Gratidão, quebrantamento, e a saudade que levaríamos dali foram sentimentos que se misturaram dentro de nós. Ainda nque não estivéssemos como a banda CTM, foi um grande privilégio viajar com outros alunos da escola, tão talentosos e tão dedicados quanto os nossos amigos de ministério. Como liderança do CTM, me alegro em ver que ESTÁ VALENDO A PENA!

Mais uma vez, só pude agradecer ao Senhor por capacitar particularmente a mim, pois falo de mim: que responsabilidade pregar a Palavra de Deus, que responsabilidade é ministrá-la no lugar do pastor… tantas outras coisas que passam pela nossa cabeça. Mas como eu mesma disse, se quisermos romper limites, é preciso tirar os olhos de nós mesmo e colocá-los Naquele que nos capacita para toda boa obra.

Um graaaaande abraço a amada Igreja em Campos-RJ. Agora é com vocês!

Abc da Nóbrega

Agenda Confirmada:

Ola amigos do Blog!

Deus está me dando a graça de viajar pelo Brasil, levando Sua Palavra. Será uma grande alegria me encontrar com você em:

São Luiz/MA: dias 17,18 e 19 de Setembro. Congresso DALAIAS, JUNTO COM ARIOVALDO RAMOS E OUTROS.

Campinas/SP: 25 e 26 de Setembro. Igreja do Evangelho Quadrangular, Pq. Universitário

Deus nos abençoe!